Dieta na primeira infância

A partir dos seis meses as necessidades nutricionais da criança já não são mais atendidas exclusivamente pelo leite materno, embora este ainda continue sendo uma fonte importante de calorias e nutrientes, devendo ser extendido até os dois anos. A criança já apresenta maturidade fisiológica e neurológica para receber  a  alimentação complementar ou de transição,  composta por alimentos além do leite materno; apresentados em diferentes texturas, cores, sabores, aromas e saberes. Eles são preparados  e ofertados de maneira progressiva,  exigindo um esforço adaptativo, que possibilte a criança  incorporaros hábitos alimentares da família por volta dos doze meses.*

*Vera Regina Mello Dishchekenian