Desenvolvimentos das estruturas orais do bebê

O ato de sugar nasce com o bebê , é um reflexo de alimentação, pois visa à ingestão do leite materno, ideal para o recém nascido. Durante a sucção, as  estruturas orais- lábios, línguas, bochechas e músculos da face se desenvolvem e se fortalecem.

O reflexo de sucção é fundamental para obtenção de nutrição através da amamentação.

Somente a sucção no peito materno é capaz de promover a atividade muscular adequada para o bom desenvolvimento da face e suas estruturas.

O movimento de ordenha é o primeiro estímulo para o crescimento mandibular, pois o recém-nascido apresenta o queixo (mandíbula) pequeno e retraído (posicionado mais para trás), o movimento para frente e para trás da mandíbula é necessário, a ordenha do leite é um movimento que causa uma excitação simultânea das ATMs.

O movimento de ordenha é  responsável pelo crescimento da mandíbula e desenvolvimento de vários músculos, proporcionando uma posição ideal para o surgimento dos dentes.*

Crianças amamentadas no peito materno por no mínimo 06 meses apresentaram menor freqüências de hábitos orais.

O desenvolvimento psicológico do bebê, existe relacionado à sucção mamária, o reflexo de sucção permanece intacto até 1 ano de idade. Após esta fase o bebê já aprendeu a se alimentar e não precisa mais do reflexo de sucção para obter nutrição.

A amamentação é importante para a saúde da mãe, favorece a volta do útero ao seu tamanho normal e elimina gorduras acumuladas durante a gravidez, não são poucos os motivos que justificam incentivar o aleitamento materno nos primeiros 06 meses.

* Planas, 1997