Destaques — 05 julho 2014
Remoção de células – tronco do dentinho de leite

Já há alguns anos nossos pesquisadores estão estudando a remoção de células troncos do dentinho de leite e desde o ano passado laboratórios estão fazendo a coleta para a população.

De acordo com o Dr. Alexandre Ayoub, uma das grandes vantagens do armazenamento das células-troncos do dentinho de leite é que elas podem servir não só ao doador, mas também para toda a sua família.

Não podemos deixar de citar que esse é um procedimento não invasivo e que pode ser feito naturalmente durante o período de troca dos dentes da criança (entre os 5 e 12 anos, geralmente).

dente leite

Ele disse também que as células-tronco da polpa do dentinho de leite são jovens e de excelente qualidade e quantidade, portanto são ideais para um futuro tratamento de doenças degenerativas. Elas são tão especiais porque a polpa do dente é uma pequena massa de tecido vivo, composta de vasos sanguíneos, nervos e células-tronco denominadas mesenquimais multipotentes, o que significa que elas têm a capacidade de se transformar em uma ampla variedade de tipos de células, incluindo:

- miócitos: reparação do tecido muscular;

- cardiomiócitos: reparação do tecido cardíaco;

- neurônios e células da glia: reparação do tecido nervoso;

- osteócitos: reparação de ossos;

- condroblastos: reparação de cartilagem;

- células epiteliais: reparação da pele e da superfície ocular

Como podemos ver elas poderão ser usadas para novos tratamentos, controle e cura de várias doenças. De acordo com a Dra. Camila Fávero, para as crianças que já não possuem mais dentinhos de leite, mas contam com o dente do siso, e o mesmo será extraído, também poderá ser feita a remoção das células-tronco. Também podemos obter essas células dos dentes permanentes.

Segundo a Dra. Irina Kerk , o número de células tronco é progressivamente reduzido com o passar dos anos. Por isso também a preferência aos dentinhos de leite. Temos aqui mais um motivo para prevenção odontológica, já que os dentinhos com a polpa danificada por cárie não poderão ser aproveitados.

Em relação à odontologia, pesquisadores do Instituto Butantã estão testando o uso de células-tronco, retiradas da polpa de dentes de leite, em pacientes que precisam de um implante dentário. As células foram usadas para reparação do tecido ósseo antes da colocação de um implante. Segundo a Dra. Camila Fávero de Oliveira, as vantagens do uso das células-tronco seriam a maior rapidez para colocar o implante e o tempo menor de recuperação em relação ao procedimento com enxerto, além do osso formado ser de maior qualidade, mais vascularizado e com quantidade maiores de minerais.

O armazenamento dessas células tronco é feito da mesma forma, como acontece com o armazenamento das células-tronco do sangue e do tecido do cordão umbilical. Ao ser extraído, o dente de leite deve ser colocado em um tubo próprio fornecido pelo laboratório. Essa polpa será cultivada por profissionais especializados, com a finalidade de extrair e multiplicar as células-tronco mesenquimais multipotentes.

O armazenamento será feito em cinco tubos, sendo quatro com 100% de células-tronco mesenquimais multipotentes e um quinto tubo armazenará a polpa do dente para fornecer, no futuro, se necessário, mais células-tronco. Esses cinco tubos serão armazenados em nitrogênio líquido, o que garante uma temperatura constante de -196°C, fazendo com que as células-tronco neles armazenadas permaneçam em perfeitas condições de uso, por tempo indeterminado.

As células têm a capacidade de regenerar tecidos danificados, mas não é uma prática comum, é um investimento em longo prazo. Tenho a esperança de essa ciência ser prática comum, dentro de alguns anos.

Com a velocidade que as pesquisas avançam sobre este tema, e com resultados positivos obtidos, podemos dizer que isso é o presente para um futuro ainda melhor. É o futuro da ciência, medicina e odontologia.

* Fonte:  Ana Rosa Kuymjian Albieri

“As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de Odontopediatria, Ortopedia Funcional dos Maxilares, Ortodontia, Fonoaudiologia, Nutrição, Psicologia, Pediatria e outros especialistas”

Artigos Relacionados

Share

About Author

Marta Meireles

Pequena descrição falando de cada membro (médico ou colaborador) do site.

(0) RComentários dos Leitores

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>