Destaques — 05 julho 2014
Desmame – Desatando os laços

O processo de desmame ocorre de forma mais fácil e natural, geralmente, quando existe conscientização da mãe quanto aos benefícios e vantagens do leite materno nos primeiros meses de vida do bebê.

Assim, ficará mais fácil para ela encarar o desmame como algo importante para o crescimento e amadurecimento da criança.

Mais que retirar o leite materno da dieta do bebê, desmamar quer dizer desatar o primeiro laço emocional entre mãe e filho, quebrar uma relação especial de dependência. Os momentos de carinho e ternura, o toque da pele com o bebê no colo são vividos deliciosamente pelas mães. O desmame faz, muitas vezes, com que elas se sintam inseguras, gerando uma saudade antecipada desses instantes de intimidade tão difíceis de romper.

Vinculo afetivo

O desenvolvimento fisiológico da criança poderá ser prejudicado com uma amamentação extremamente prolongada.

As primeiras experiências de sensações de prazer ocorrem através da boca, e é conhecida como fase oral da criança. A fase oral passiva é compreendida entre o nascimento do bebê até o aparecimento de seus dentes. E a fase oral ativa transcorre a partir desse momento, quando então está indicado o desmame.

A erupção dentária gera desconforto e, algumas vezes, vem associada à dor, sendo acompanhada com freqüência por intensa salivação. O bebê sente uma necessidade de morder tudo que está a seu alcance, na tentativa de aliviar o desconforto, mordendo até o seio da mãe, que é passível de sentir dor.

A mordida é a primeira manifestação “agressiva” do bebê.

A razão para começar o desmame é simples e significativa: o aparecimento dos dentes vem mostrar que o bebê cresceu; além da dor da mordida no seio, que transforma momentos de prazer em sofrimento para a mãe. A criança também não consegue entender por que agride o objeto no qual deposita o seu amor.

As mães tendem, em geral, a não manifestar a dor provocada pela mordida, mas sempre haverá um gesto corporal, facial  ou alguma reação. A criança percebe isso sem conseguir entender o motivo, o que acaba criando condições inadequadas do ponto de vista emocional.

É fundamental, porém que o desmame seja feito de modo lento e progressivo, com muito amor e firmeza.

Bebês que passaram pelo desmame de uma forma brusca ou prematura tendem a substituir o peito pela sucção do dedo, e isso pode-se transformar em um hábito por tempo prolongado, que trará malefícios à sua futura dentição.

amamentação

A amamentação gera uma intimidade difícil de romper.

Os cuidados maternos, nesse período, funcionam como um elo entre a gravidez e a vida extra-uterina. O período simbiótico, permeado por esses cuidados maternos, permite que a criança, apesar de nascer tão indefesa, adquira capacidades mais complexas, preparando-se para se tornar um ser humano independente.

* Fonte:  Corrêa , M.S.N.P. Saúde bucal do bebê ao adolescente2ª ed. São Paulo: Santos,2011.

“As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de Odontopediatria, Ortopedia Funcional dos Maxilares, Ortodontia, Fonoaudiologia, Nutrição, Psicologia, Pediatria e outros especialistas”

 

 

 

Artigos Relacionados

Share

About Author

Marta Meireles

Pequena descrição falando de cada membro (médico ou colaborador) do site.

(0) RComentários dos Leitores

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>