Destaques — 09 dezembro 2013
Oclusão dentária – Desenvolvimento do sistema mastigatório

Oclusão é o contato dos dentes de ambos os maxilares, quando fechados ou durante os movimentos de mastigação.

O desenvolvimento da oclusão é um processo que se inicia antes mesmo do irrompimento do primeiro dente na boca, por meio do desenvolvimento dos músculos mastigatórios.

Na época em que os dentes de leite nascem, a aquisição das habilidades mastigatórias é fundamental. Para isso é muito importante o estímulo de mastigação de alimentos fibrosos para que o desenvolvimento dos ossos e músculos da face possa ser adequado.

O equilíbrio dos dentes é mantido em harmonia por duas forças musculares antagônicas, uma externa: representada pelos músculos das bochechas e dos lábios e outra interna representada pela língua.

Qualquer hábito oral que favoreça o desequilíbrio entre estas forças (por exemplo, a respiração bucal, o uso intenso de chupeta e sucção de dedo) podem favorecer o aparecimento da maloclusão, que é a alteração no encaixe dos dentes.

A correta relação entre os dentes e forças musculares equilibradas são os fatores que propiciam uma oclusão satisfatória.

A mastigação, diferentemente da sucção é um comportamento adquirido, desenvolvido e amadurecido em função do treinamento e dos estímulos vindos dos alimentos.

Como toda a habilidade a ser desenvolvida no início da erupção dos primeiros dentes decíduos (dentes de leite) a mastigação é irregular e pouco coordenada, a medida que mais dentes irrompem ela vai se tornando mais eficiente.

É importante que a alimentação de transição seja trabalhada de uma forma gradativa, passando do alimento líquido para o pastoso e do pastoso para o sólido.

O hábito atual de se utilizar alimentos pastosos em detrimento de alimentos mais consistentes faz com que a mastigação seja pouco estimulada, prejudicando o crescimento e o desenvolvimento dos componentes do sistema mastigatório, podendo ocasionar a maloclusão.

A respiração nasal, sucção, mastigação e deglutição devem ser mantidas dentro da normalidade para que os desvios funcionais do sistema mastigatório não ocorram pois o desenvolvimento do esqueleto craniofacial está subordinado à diferentes funções da região orofacial.

Durante os ciclos mastigatórios há movimentos complexos. Dessa forma, a distribuição das forças geradas pelos músculos devem estar equilibradas.

Portanto, é extremamente importante o monitoramento pelo odontopediatra das funções tanto de sucção quanto de mastigação, orientando a consistência dos alimentos, verificando se a respiração estabelecida pela criança é a nasal, pois permite intervir precocemente, antes que a malocusão se estabeleça.

* Lúcia Coutinho

 “As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de Odontopediatria, Ortopedia Funcional dos Maxilares, Ortodontia, Fonoaudiologia, Nutrição, Psicologia, Pediatria e outros especialistas”

Artigos Relacionados

Share

About Author

Marta Meireles

Pequena descrição falando de cada membro (médico ou colaborador) do site.

(0) RComentários dos Leitores

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>