Destaques — 29 janeiro 2013
Motivação para a aplicação tópica de flúor

Muitos profissionais se esquecem da importância do “mostrar e fazer”, não mostrando nem experimentando a moldeira antes de levar o flúor à cavidade bucal.

A seleção do tamanho da moldeira é fundamental para a aceitação da técnica. Muitas vezes, tocamos com a moldeira a mão e o rosto do paciente, explicando que ela é macia para depois levá-la à boca.

Quando se trata de uma criança, o profissional tem que entender que ela acumula lembranças de um padrão pessoal de comportamento, de modo como foi conduzida ao consultório odontológico. O bebê recebe e assimila não só com a boca, mas também com as mãos e a sensível pele do rosto.

O bebê está apto a utilizar objetos que são simbólicos. Se ele perder a confiança no profissional, ele se manifesta através de símbolos. Ele sabe perceber que existe um mundo exterior e um interior.

Nessas horas,devemos usar atividades lúdicas, músicas,histórias, pois, para muitos, o tempo de aplicação de 1 a 4 minutos, pode ser muito longo.

Às vezes, acontece o vômito e o profissional deve estar preparado para isso; manter o paciente em uma posição tranquila,  limpar a roupa, cadeira e chão e continuar o tratamento, pois este é o único meio de vencer o vômito.

Com o tempo a criança observa que não cedemos, e pára de vomitar.

Flúor gel e espuma

As aplicações de flúor por meio de gel e mouse são sempre realizadas em consultório odontológico, utilizando o flúor em maior concentração.

O tempo de aplicação sobre o dente varia de um a quatro minutos, conforme o fabricante. Pode ser aplicado pelo dentista por meio de moldeiras ou cotonetes, tomando o cuidado para que a criança não engula o produto.

Esses produtos são preferidos quando comparados com soluções devido à facilidade de aplicação, redução do tempo de trabalho, boa aceitação pelos pacientes e eficácia comprovada na redução da incidência de cárie dentária.

A aplicação desses produtos, tanto gel como em espuma, pode ser realizada, com o auxílio de moldeiras desacatáveis pré-fabricadas.

O uso de moldeiras revestidas por espuma proporciona mais segurança durante a aplicação por reduzir significativamente a quantidade de flúor remanescente na boca, tanto para o flúor gel como em espuma, diminuindo o risco de ingestão.

A vantagem do flúor em espuma é que é mais leve que o gel, sendo necessário menos quantidade para efetuar a cobertura adequada dos dentes, o que reduz significativamente tanto a exposição de flúor  quanto a absorção, e tem ação detergente, que diminui a tensão superficial, facilitando a penetração nos espaços interproximais.

Por ser utilizada menos quantidade do flúor em espuma para a aplicação tópica, espera-se que o seu uso forneça mais segurança e aceitação pelo paciente.

Os géis podem ainda ser aplicado com o auxílio de cotonete, abridor de boca e isolamento relativo feito com roletes de algodão ou gaze, a fim de evitar a deglutição.

No mercado, é possível encontrar flúor na forma de vernizes fluoretados. Esses compostos foram desenvolvidos e utilizados desde o final da década de sessenta na Europa e apenas recentemente têm sido utilizados nos Estados Unidos.

Para crianças de menor idade, é recomendada a aplicação do flúor em verniz, que adere ao dente e forma uma película que libera flúor lentamente.

O risco de ingestão de uma alta dose de flúor é baixo.

Estas características fazem com que essa formulação seja muito utilizada, especialmente em pacientes da primeira infância. Uma desvantagem na utilização do verniz de fluoreto de sódio a 5% é a alteração temporária da cor dos dentes, pois o verniz possui uma coloração amarelada. Assim, principalmente os pacientes adolescentes sentem-se incomodados com a alteração estética que ocorre com a aplicação do verniz.

Devemos avisar os clientes que nas primeiras horas após a aplicação ele sentirá um sabor que pode ser agradável pra uns e desagradável para outros.

Decorrido este tempo, o gosto desaparece deixando apenas com a sensação de uma “cerinha” grudada nos dentes, que será removida após a escovação.

* Fontes: Livro: Sucesso no atendimento odontopediátricoCorrêa; M.S.N.
           Livro: Saúde bucal do Bebê ao Adolescente  - Corrêa; M.S.N
           Livro: Fundamentos de odontologia odontopediatria -Guedes

“As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de Odontopediatria, Ortopedia Funcional dos Maxilares, Ortodontia, Fonoaudiologia, Nutrição, Psicologia, Pediatria e outros especialistas”


Artigos Relacionados

Share

About Author

Marta Meireles

Pequena descrição falando de cada membro (médico ou colaborador) do site.

(0) RComentários dos Leitores

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>