Destaques — 27 dezembro 2012
Doenças periodontais

Gengivite

É uma inflamação gengival, caracterizada por aumento de volume, sangramento e avermelhamento da gengiva e é causada, na maioria das vezes, pela presença da placa bacteriana. Sendo o principal fator responsável pelo mau hábito, a gengivite ocorre por falta de higienização adequada dos dentes e gengiva.

Nas crianças, se a gengivite for detectada no início, a inflamação regredirá rapidamente quando a higiene voltar a ser executada adequadamente. Por isso, quando se observar sangramento e ligeiro inchaço na gengiva, a higienização deverá ser melhorada.

Este tipo de inflamação está sempre presente nas crianças que respiram pela boca, por causa da desidratação da gengiva, que deixa mais permeável e mais suscetível às bactérias presentes na placa bacteriana. Nesses casos, ela se instala de forma crônica e, por isso, os cuidados devem ser redobrados.

É muito comum percebermos a gengivite na época de erupção dos dentes, na dentadura decídua, mas, principalmente, na dentição mista.

Na fase de troca de dentes de leite por dentes permanentes, é comum ocorrer a inflamação da gengiva, pois, devido à movimentação do dente e da sensibilidade no local, torna-se difícil a higienização correta, permitindo o acúmulo de placa. Esta é a fase em que se nota o mau hábito na criança.

A medida que o dente permanente erupciona e a higienização se torna mais eficiente, a inflamação desaparece.

Caso a gengivite não seja controlada, poderá evoluir para uma forma mais grave, conhecida por periodontite.

Como prevenir a Gengivite?

De forma geral, podemos dar algumas dicas:

  • As visitas periódicas e exames clínicos realizados pelo Odontopediatra (Dentista de Crianças) são essenciais;
  • Os exames clínicos de crianças devem ser feitos com a mesma acomodada no colo da mãe ou cadeira odontológica, sob a luz de um refletor;
  • Os acessórios de higiene, as técnicas para que consiga bons resultados com a escovação, bem como o uso das pastas ou géis, soluções e enxaguatórios bucais, só podem ser orientados de maneira eficiente por quem consegue compreender as características de sua família, e de seu filho, respeitando a sua individualidade;
  • A erupção de novos dentes, aliada à falta de higiene adequada, pode propiciar a gengivite em crianças. Portanto, aprenda como fazer a limpeza de forma correta, e solicite medicamentos Antroposóficos ou Homeopáticos para acompanhar essa fase de transição;
  • A falta de uso do fio dental, propicia a introdução de alimentos cada vez mais fundo dentro da gengiva entre os dentes, com a inflamação das gengivas. Portanto, use o fio dental em seu filho, até que ele seja treinado e adquira habilidade para isso;
Periodontite

Esta doença atinge o periodonto, ou seja, a gengiva que envolve os dentes e o osso.

Os dentes ficam estáveis em suas posições por causa da integridade do osso que os suporta. Se a inflamação na gengiva progredir, vai atingir os ossos, causando uma reabsorção de sua estrutura óssea.

A periodontite está geralmente associada á presença de tártaro, que é a placa bacteriana mineralizada, sedo mais freqüente em adultos. Não é uma doença muito comum na infância e adolescência, porém poderá ocorrer, caso não haja controle da gengivite.

A doença periodontal é um dos maiores problemas enfrentados na fase adulta, pois uma vez reabsorvido o osso, este não se desenvolve novamente. Em alguns casos podem ser realizados enxertos ósseos, mas eles não são indicados para todos os casos.

O controle da gengivite e da periodontite desde a idade precoce é muito importante para a preservação da saúde bucal.

* Livro Saúde bucal do bebê ao adolescente; Corrêa; M.S.N
 Dra. Carmem Silvia Patriani de Carvalho

“As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de Odontopediatria, Ortopedia Funcional dos Maxilares, Ortodontia, Fonoaudiologia, Nutrição, Psicologia, Pediatria e outros especialistas”




Artigos Relacionados

Share

About Author

Marta Meireles

Pequena descrição falando de cada membro (médico ou colaborador) do site.

(0) RComentários dos Leitores

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *