Destaques — 20 dezembro 2012
Deglutição Atípica

A deglutição atípica pode ser considerada como a manutenção do padrão de deglutição infantil, mesmo após a erupção dos dentes.

Assim, o que se caracteriza por um padrão funcional normal em idade mais precoce torna-se uma força indesejável após o desenvolvimento da dentição.

A língua, ao invés de posicionar-se na papila palatina, atrás dos incisivos superiores, coloca-se entre os arcos dentários durante o processo de deglutição.

Esse posicionamento pode ser só em direção anterior ou também lateral.

A constante pressão exercida pela língua poderá provocar uma má oclusão, a mordida aberta anterior, ou a mordida aberta posterior, quando houver interposição lateral (entre os molares e/ ou pré-molares).

Em alguns casos, a mordida aberta anterior tem padrão hereditário e a deglutição atípica será a conseqüência e não a causa da má oclusão, embora podendo agravá-la.

Em outros casos, é o mau posicionamento da língua durante a função da deglutição a causa da mordida aberta.

A etiologia da deglutição atípica está ligada a diversos fatores:

* Uso prolongado de mamadeira com bicos longos e grandes orifícios;

* Presença associada de outros hábitos, como o de sucção digital ou da chupeta;

* Hipertrofia das tonsilas, obrigando a língua a uma postura protruída na cavidade oral;

* Macroglossia;

* Respiração oral, que faz com que a língua mantenha-se posicionada no arco inferior, e não no palato;

* Arco dentário superior estreito para conter a língua.

Na deglutição atípica, quando os incisivos superiores estão muito protruídos em relação aos incisivos inferiores, como no caso da má oclusão de Classe II, a deglutição se dá com a interposição do lábio inferior entre os arcos dentários, na tentativa de selar anteriormente a cavidade oral.

Para se fazer o diagnóstico da deglutição atípica devemos observar, além do pressionamento excessivo da língua contra os dentes, os seguintes sinais:

* Ausência de contração dos músculos masseteres , já que os dentes não entram em oclusão;

* Participação da musculatura perioral durante a deglutição;

* Alteração na pronúncia dos fonemas que são articulados no mesmo lugar onde a ponta da língua deveria posicionar-se durante a deglutição normal (papila incisiva). Os fonemas que podem ter a pronuncia alterada são : T,D,N,L,S,Z;

* Mordida aberta anterior.

O tratamento da deglutição atípica é feito através da instalação de aparelhos que impedem a projeção da língua entre os dentes e guiam a mesma para a posição correta e através de exercícios reeducadores da língua e dos grupos musculares envolvidos na deglutição.

 * Livro: Odontopediatria na Primeira Infância - Correia, M.S.N

“As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de Odontopediatria, Ortopedia Funcional dos Maxilares, Ortodontia, Fonoaudiologia, Nutrição, Psicologia, Pediatria e outros especialistas”

Artigos Relacionados

Share

About Author

Marta Meireles

Pequena descrição falando de cada membro (médico ou colaborador) do site.

(0) RComentários dos Leitores

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>