Destaques — 25 outubro 2012
Formação da lesão cariogênica

Há mais de cem anos já se sabia que a cárie era resultado de uma dissolução do mineral do dente, causada por um ataque ácido das bactérias. Hoje sabemos como elas agem e como controlar e evitar doença.

A cárie sempre se inicia como uma mancha branca da superfície do dente.

Esse é o primeiro sinal das atividades das bactérias.O esmalte saudável é liso e brilhante, mas por causa do ácido das bactérias , o esmalte fica despolido e esbranquiçado.

Para a formação desses ácidos as bactérias utilizam os resíduos alimentares da dieta, principalmente os carboidratos (pães, salgadinhos, bolachas, cereais,frutas) e alimentos açucarados (chicletes,balas,chocolates e refrigerantes). Estes alimentos ficam grudados na superfície do dente e formam uma película chamada Placa bacteriana, hoje conhecida por biofilme.

As bactérias vão aderindo à placa e alimentando-se dela. Durante esse processo, as bactérias produzirão ácidos que destruirão o esmalte, iniciando a cárie. Quando mais ácida for a placa bacteriana, melhor será o ambiente para as bactérias proliferaram.

Quanto mais pegajoso e aderente for o alimento açucarado, mais formador de cárie ele será.

As áreas próximas à gengiva e os sulcos dos dentes devem ser observados e, se manchas brancas forem notadas os cuidados referentes à dieta e à higienização deverão ser redobrados. Neste estágio inicial, a mancha pode ser remineralizada com a fluorterapia, voltando o esmalte a ser sadio.

Os pais devem conversar com seu dentista e perguntar que tipo de mancha branca foi notada, pois ela pode ser o início de cárie ou um defeito de formação do esmalte, chamado de hipoplasia de esmalte.

Se a presença de manchas brancas for um sinal de atividade bacteriana, a melhor forma de prevenção será cuidar da dieta e da higiene bucal. Os pais não devem esperar seu filho reclamar de dor para procurar um dentista, pois muitas vezes é possível prevenir e estagnar a cárie.

Optar pela prevenção sempre é a melhor escolha.

Risco de cárie

O risco real de cárie descreve até que ponto uma pessoa, em determinada época, possui a chance de desenvolver lesões de cárie. O paciente de risco é, então, aquela criança com potencial alto para contrair a doença devido às condições genéticas ou ambientais.

Tipos de cárie de acometimento precoce

A cárie rampante é representada pela presença de lesões de cárie envolvendo muitos ou até todos os dentes irrompidos, sendo de evolução aguda, pode destruir rapidamente a coroa dental e até mesmo ocorrer envolvimento pulpar.

A cárie de mamadeira acomete a dentição decídua de crianças de pouca idade acostumadas a ter alimentação através de líquidos açucarados colocados em mamadeiras. As lesões de cárie ocorrem normalmente em todos os dentes superiores, mais severamente nos incisivos e também acometem os molares decíduos nas superfícies oclusais e lisas.

Esse tipo de cárie é mais freqüente quando a criança usa mamadeira durante o sono. A noite existe uma diminuição de salivação e, também do reflexo de deglutição, que favorece a retenção do alimento junto ao dente.

Dessa maneira, a amamentação noturna age nos quatro fatores etiológicos da cárie dentária.

Hoje em dia esses termos foram substituídos pelo termo “cárie precoce da infância”.

Qual a Causa da doença Cárie na Infância?

* Deixar seu bebê dormir com uma mamadeira pode ser uma causa. Quando seu bebê está dormindo, os líquidos que têm açúcar permanecem em volta dos dentes e podem causar cárie. Até mesmo o leite materno e o de fórmulas contêm açúcar.

* Amamentação prolongada na mãe ou permitir que seu bebê adormeça enquanto se alimenta e mesmo permitir que sua criança fique o tempo todo com a mamadeira, são outras causas.

Quais são os efeitos da Cárie na infância?

* Perda de dentes;

* Problemas de fala (Nos casos mais graves, os dentes de leite anteriores dos bebês podem ser acometidos pela cárie dentária, podem perder quase toda a coroa dental, e isso poderia prejudicar a fala da criança, uma vez que nessa fase ela está aprendendo essa função, e alguns fonemas são realizados com o auxílio desses dentes);

* Dentes permanentes tortos;

* Dor muito forte;

* Baixa auto-estima;

Seis Modos Que Você pode Evitar Cárie na infância!

* Habitue-se a colocar seu bebê na cama sem uma mamadeira.

* Nunca coloque seu bebê na cama com uma mamadeira contendo na fórmula, leite, suco, água com açúcar ou refrigerante. Se seu bebê precisar tomar uma mamadeira para adormecer, encha-a com água.

* Não permita que sua criança fique o tempo todo com a mamadeira.

* Limpe a gengiva e os dentes da sua criança depois de qualquer alimentação com um pequeno pano úmido e macio, com um pedaço de gaze, ou com uma escova para bebês. Com crianças mais velhas, use uma escova dental com cerdas macias para escovar seus dentes.

* Comece a ensinar sua criança a usar um copo já com nove meses de idade. Troque a mamadeira do seu bebê por um copo de treinamento já na idade de 1 ano.

* Pergunte ao seu médico ou dentista para ter certeza que sua criança está recebendo a quantidade diária correta de flúor.

* A saúde e o sorriso brilhante dos dentes do seu filho dependem de você!

* Livros: Saúde Bucal do bebê ao adolescente; Corrêa, M.S. N
          Manual de odontopediatria 12 Ed. São Paulo 2012; Guedes- Pinto

“As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de Odontopediatria, Ortopedia Funcional dos Maxilares, Ortodontia, Fonoaudiologia, Nutrição, Psicologia, Pediatria e outros especialistas”

 

Artigos Relacionados

Share

About Author

Marta Meireles

Pequena descrição falando de cada membro (médico ou colaborador) do site.

(0) RComentários dos Leitores

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>