Destaques — 27 setembro 2012
Erupção dentaria

A erupção dos dentes faz parte do processo de crescimento e desenvolvimento da face. A criança passa por diversas mudanças, desde bebê, sem dentes e apenas com os rodetes gengivais, até o início da adolescência, quando a dentadura permanente se completa.

Os dentes de leite se formam bem no início da gestação, entre a sexta e a oitava semana de vida intra-uterina. Os dentes permanentes também são formados durante a gestação, em torno da vigésima semana. Ao redor do sexto mês de vida fetal, todos os dentes já iniciaram a sua calcificação, encerrando-se o processo assim que a criança estiver com um ano de idade.

A erupção dos dentes de leite ocorre quando a criança tem mais ou menos seis meses de idade.

Aos três anos, ela já deverá estar com os vinte dentes de leite que compõem a primeira fase da dentição, conhecida como dentadura decídua completa.

Os pais não devem ficar aflitos, caso os dentes de seu filho demorem a aparecer. A idade limite aceitável para a erupção do primeiro dente é de um ano e meio. Se a erupção não se der até essa idade, é necessário consultar um odontopediatra, de forma a se obter as radiografias necessárias para observar possíveis alterações e concluir o diagnóstico.

Fisiologicamente espera-se que os dentes irrompam na cavidade bucal na idade correta. Porém, por se tratar de um processo biológico, a época de inicio da formação, calcificação, erupção e troca dos dentes está sujeita às variações individuais.

Em relação ao posicionamento dos dentes de leite, a erupção em geral ocorre sem grandes alterações. Os problemas, na maioria das vezes, aparecem na fase de troca desses dentes.

O primeiro sinal de erupção dentária surge quando a gengiva se apresenta abaulada, com leve inchaço, evidenciando as coroas dentárias, quando estas estiverem próximas de irromperem na cavidade bucal.

Quando os dentes estão para nascer, é normal o bebê babar muito, ficar inquieto e irritado, demonstrando desconforto. Nesta fase, é muito comum que o bebê sempre leve à boca a mãozinha, ou qualquer objeto, na tentativa de aliviar o misto de dor e coceira.

Isso poderá ser aliviado, dando ao bebê um mordedor de borracha ou massageador de gengiva.

Os mordedores devem ser de material atóxico, de diferentes tipos e formas e, se possível, colocados na geladeira antes de serem usados pelo bebê. Dessa forma, o mordedor proporcionará uma isquemia gengival, que é a diminuição da circulação sanguínea, aliviando o desconforto.

Em casos de desconforto mais intenso, pode-se administrar analgésicos. Recomenda-se que os pais conversem com o odontopediatra sobre isso.

Alguns sintomas leves e sinais localizados podem, na maioria das vezes, estar associado à erupção dental. São sintomas como inchaço local, avermelhamento gengival, dor, desconforto, salivação aumentada, estado febril, diarreia, sono agitado, falta de apetite e irritação. Diarréias leves geralmente são comuns nesse período, podem estar associadas á contaminação dos dedos e objetos levados à boca, movimentos comuns nessa fase.

A erupção dentária é um processo fisiológico; portanto, os sintomas acima citados não são intensos. São rápidos e logo desaparecem por isso os pais devem ser orientados sobre a cronologia de erupção e seus sintomas.

Desse modo, poderão ter a conduta correta, possibilitando que a criança ultrapasse esse período de maneira mais confortável e segura.

 *Livro: Odontopediatria na Primeira Infância - Correa, M.S.N
   Livro: Ortopedia e Ortodontia - Chedid; S.J
 

“As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de Odontopediatria, Ortopedia Funcional dos Maxilares, Ortodontia, Fonoaudiologia, Nutrição, Psicologia , Pediatria  e outras especialidades”

 

 

 

 

Artigos Relacionados

Share

About Author

Marta Meireles

Pequena descrição falando de cada membro (médico ou colaborador) do site.

(0) RComentários dos Leitores

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>