Destaques — 20 setembro 2012
Bruxismo Infantil

Este Termo abrange situações de hipo ou hiper atividades musculares , que podem ser classificadas em quatro categorias: bruxismo, distonia oromandibular, discinesia orofacial e distonia induzida por drogas. No entanto, a desordem de movimento mais freqüente entre as crianças e que representa um aspecto importante a ser considerado no tratamento odontológico é o bruxismo. Esse hábito tem gerado uma grande preocupação para os pais pois atualmente tem sido cada vez mais freqüente nas crianças.

Afinal o que é o bruxismo?

O bruxismo pode ser considerado como movimentos não funcionais da mandíbula , com ou sem som audível, que ocorre durante o dia ou à noite.

Pode ser passageiro ou não e de forma consciente ou inconsciente. Esse tipo de alteração está principalmente associado a tiques nervosos e a uma resposta de estresse.

O bruxismo durante o sono difere entre áreas da saúde, sendo descrito como parafunção em odontologia e como parasonia em medicina. È importante ressaltar que alguns tipos de enfermidades que acometem as crianças com necessidades especiais exibem maior freqüência de bruxismo que crianças normais.

E por que acontece?

As causas do bruxismo não são claras, mas indicam ter relação com fatores:

- Oclusais: quando existem interferências dentais que impedem que a mordida tenha um bom encaixe;

- ordem sistêmica: respiração bucal, deficiências nutricionais, distúrbios neurológicos (ex. autismo);

- Emocionais : stress, agenda lotada de atividades, a chegada de um irmão, divórcio na família, escola nova, hiperatividade , entre outros;

- Alimentares inadequados. Crianças que não mastigam alimentos consistentes e não usam a sua função mastigatória podem procurar suprir esta necessidade através do ranger dos dentes;

-  Hereditários.

Crianças submetidas a adenoidectomias apresentam  diminuição significativa da freqüência do bruxismo.

Como tratar?

A literatura sobre o bruxismo infantil é escassa e não existem certezas sobre as causas, nem fórmulas mágicas para eliminar rapidamente o hábito. Assim, cada paciente deve ser analisado e tratado individualmente pelo dentista.

Se a causa for uma interferência dental, um ajuste oclusal ou o uso de aparelho ortodôntico será necessário a fim de proporcionar maior conforto e equilíbrio para essa mordida. O uso de placas de mordida para crianças é um tanto controverso pelo fato de interferir no crescimento natural da arcada dentária. A idade para se começar algum tratamento depende da gravidade do caso e da colaboração da criança.

Algumas vezes pode ser necessária a ação de outros profissionais da saúde, como: pediatras, psicólogos, otorrinolaringologistas e fonoaudiólogas. Enfim, cada caso é único e deverá ser tratado o mais cedo possível.

É importante salientar que o bruxismo e ou apertamento dental são as parafunções orais mais freqüentes e que estão mais relacionadas com os distúrbios da articulação temporomandibular (ATM).

Estes distúrbios são caracterizados por dor na ATM, fadigas musculares estalidos, cliques ou até mesmo deslocamento mandibular.

* Dra. Eliana Fujimoto Macedo - Especialista em Odontopediatria
* Chedid, S. J. – Ortopedia e ortodontia para dentição decídua
* Corrêa, M. S. N. - Saúde bucal do bebê e do adolescente

“As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de Odontopediatria, Ortopedia Funcional dos Maxilares, Ortodontia, Fonoaudiologia, Nutrição, Psicologia , Pediatria  e outras especialidades”

Artigos Relacionados

Share

About Author

Marta Meireles

Pequena descrição falando de cada membro (médico ou colaborador) do site.

(0) RComentários dos Leitores

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>