Destaques — 06 setembro 2012
CÁRIE DE MAMADEIRA

Porque ela existe e como evitá-la ???

Através de orientação e medidas educativas, as mães conseguem prevenir a cárie de mamadeira.

Durante a gravidez a mamãe se prepara para a chegada do bebê e produz um alimento especial: o leite materno.

A amamentação natural é fundamental, pois neste  período o bebê supre todas as suas necessidades, não precisando inclusive beber água. Cabe lembrar, que o ato de amamentar é um momento especial tanto para a mãe quanto para a criança, pois mãe e filho fazem uma troca de sentimentos nobres como carinho, amor e tranqüilidade, além de proporcionar um desenvolvimento físico muito saudável a este novo ser.

A criança que mama no peito até os 06 meses de idade, tem uma possibilidade menor de adquirir hábitos de sucção não nutritivos, como a sucção do dedo e da chupeta, do que aquelas que são amamentadas com mamadeira. Existem bebês, que por inúmeros fatores não conseguem ser amamentados no peito materno, e por isso partem de imediato para o uso da mamadeira.

Após a erupção dos primeiros dentes, que ocorre por volta dos 06 meses de idade, o aleitamento e a amamentação noturna devem começar a ser controlados para que o desmame ocorra por volta dos 12 meses, onde os incisivos já estão erupcionados e a criança deverá iniciar a fase de mastigação. Esta fase é muito importante para o crescimento e desenvolvimento da arcada dentária da criança, além de trabalhar a musculatura necessária para o desenvolvimento da fala desta criança. Quando a mãe persiste com a amamentação no peito ou com as mamadeiras durante a madrugada com grande freqüência e sem qualquer tipo de higiene, é que temos o grande risco da cárie precoce na infância (cárie de mamadeira).

 A mãe deve sempre evitar oferecer o leite de madrugada, porque esse é o momento de descanso da criança e ela não precisa mamar, pois neste caso ela estará induzindo a criança a um hábito vicioso e nocivo para os dentes deste bebê. Além disso, algumas vezes o leite vem adoçado  permanecendo em contato com os dentinhos por um tempo prolongado, podendo aumentar a probabilidade de causar a “perigosa” cárie de mamadeira.

A cárie precoce na infância (cárie de mamdeira),  é uma cárie aguda, extremamente agressiva, provoca muita sensibilidade.

Sua evolução é rápida, ocasionando grande destruição dos dentinhos num curto espaço de tempo. É uma doença que pode afetar a criança no primeiro ano de vida.

Clinicamente ela se inicia com manchas esbranquiçadas nos incisivos superiores e inferiores, que mais tarde se não removido o hábito, podem vir a formar grandes cavidades, muitas vezes comprometendo a polpa desses dentinhos e destruindo sua coroa clínica.


Outros fatores que podem determinar o aparecimento da cárie de mamadeira são: 

- O aleitamento irrestrito durante o dia/noite;

- Adoçar a chupeta com mel ou açúcar para que a criança acalme e adormeça;

- Consumo excessivo de sucos e chás  na mamadeira durante o dia todo;

Para que esta cárie seja evitada é de suma importância que a limpeza comece com a erupção dos primeiros dentes, por volta dos 06 meses e idade, principalmente à noite após a última mamada, que deverá ser feita com gaze ou fralda embebida em água filtrada ou outra solução a ser prescrita pelo Odontopediatra.

Essa limpeza deverá seguir até 18 meses de idade e/ou quando da completa erupção dos primeiros molares decíduos, onde a escovação, deverá se iniciar através de escovas infantis com cerdas macias, principalmente para higienizar as superfícies oclusais desses dentes (primeiros molares decíduos). 

* Lúcia Coutinho
 

“As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de Odontopediatria, Ortopedia Funcional dos Maxilares, Ortodontia, Fonoaudiologia, Nutrição, Psicologia, Pediatria  e outros especialistas”

 

Artigos Relacionados

Share

About Author

Marta Meireles

Pequena descrição falando de cada membro (médico ou colaborador) do site.

(0) RComentários dos Leitores

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>